sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Ela plantou raiz
E cresceu tanto
Que hoje é o que me sustenta
Alimenta, protege e da paz.
É ela e sempre será
Aquela que estarei ao lado
Agarrada
Grudada
Pois se longe dela eu não vivo
Sem ela eu morro.
Sem esse amor
Nada teria vida
Muito menos eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário